Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Comentador de Bancada

Comentador de Bancada

A força da técnica e a técnica da força

Graças à indicação de um leitor no Delito de Opinião cheguei a este artigo. O título agarra de imediato a atenção e "pede" para ser contestado. Como se pode falar em "matar o futebol" quando vivemos hoje um dos períodos mais espectaculares de que há memória? Lendo o artigo chegamos à conclusão de que se fala essencialmente na dicotomia entre a prevalência da técnica (e talvez táctica) e do físico. Ou, nas palavras imortais de Gabriel Alves: «a força da técnica contra a técnica da força».

 

O artigo referencia de imediato o mundial de 1994 como o marco que anuncia a mudança de perspectivas. É como se pré-1994 o futebol vivesse numa era em que qualquer gordinho, baixote e sem resistência poderia ser um campeão e a seguir fosse necessário ser-se essencialmente um ciborgue para poder sequer sobreviver no mundo do futebol profissional. O ponto de partida da discussão é uma palestra de Junama Lillo, o guru de Guardiola, pelo menos do ponto de vista ideológico. A sua opinião é que, além de ter imposto uma ditadura do físico que só hoje começa a ser quebrada, o treino do futebol impôs uma obsessão do colectivo e da organização em detrimento da técnica e criatividade. Esta opinião parece ser corroborada por diversos outros comentadores ao longo do texto.

 

Infelizmente este texto - não posso falar da opinião dos comentadores fora aquilo que foi citado - não apresenta a perspectiva histórica da evolução do futebol. Ao longo de toda a história sempre existiu esse equilíbrio entre técnica e físico, entre organizaçáo e liberdade, entre táctica e criatividade. A dicotomia não é binária, é antes gradual entre os dois extremos e as melhores equipas ao longo da história sempre souberam equilibrar as duas vertentes.

 

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D