Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Comentador de Bancada

Comentador de Bancada

Primeira antevisão da final da Liga dos Campeões

Há pouco tempo li que o Real Madrid seria difícil de antecipar e que por isso mesmo o Liverpool teria dificuldade em ter um plano efectivo contra os espanhóis na final da Liga dos Campeões. Pessoalmente discordo muito dessa perspectiva, não porque esteja errada na análise mas porque erra a conclusão. É que o Real Madrid é tão imprevisível quanto o Liverpool será previsível.

 

 

Liverpool

O Liverpool, por opção e por circunstâncias, tem um onze inicial quase completamente fixo para a final. Em parte isto é devido à excelência do onze inicial e em parte devido à falta de alternativas, seja por lesão ou por falta de qualidade. O meio-campo, com as lesões de Oxlade-Chamberlain e de Can, está fixo com Henderson, Wijnaldum e Milner. O ataque está certo com Salah, Firmino e Mané. A defesa tem a certeza de Alexander-Arnold, Lovren, van Dijk e Robertson. O guarda-redes será Karius. Potenciais variações seriam com Clyne a defesa direito (improvável dada a qualidade do trabalho de Alexander-Arnold ao longo do ano) ou Matip na defesa (apesar da fragilidade de Lovren isto é improvável dado que perturbaria a parceria entre o croata e o holandês). A única surpresa possível seria se Klopp optasse por Lallana no lugar de Mané para colocar mais um jogador no meio-campo, mas com a falta de ritmo do inglês, é mais provável que se sente no banco e entre em caso de necessidade ou se houver vontade de mudar o sistema.

 

Isto significa que a escolha de Klopp será mais orientada para as opções de pressionar num bloco alto ou recuar um pouco mais. A indecisão estará relacionada com as suas fraquezas e as suas forças. O ponto forte do Liverpool é jogar em bloco alto, com pressão intensa (que é iniciado com os avançados) e tentativa de recuperar a bola imediatamente após a perder e lançar contra-golpes imediatos. O problema é que isto expõe a defesa a adversários rápidos ou experientes a explorar espaços. Se tentar minimizar este problema, Klopp pode optar por recuar a defesa, que no entanto retira alguma da ameaça ao seu ataque. No fim, a escolha será entre maximizar as suas forças ou minimizar as fraquezas.

 

Real Madrid

Falta de opções é algo que Zinedine Zidane não tem. Há óbvias primeiras escolhas, mas mesmo muitos dos jogadores da sua segunda linha poderiam facilmente ser titulares no Liverpool. A grande dúvida prende-se sobre a escolha do esquema a usar e qual o onze inicial para o aplicar. Zidane há muito que abdicou do BBC para o ataque, pelo menos em jogos importantes. No entanto Benzema e Ronaldo são essencialmente obrigatórios nestes jogos. Benzema tem sido muito contestado, mas Ronaldo gosta de o ter ao seu lado para ajudar a abrir espaços e isso habitualmente é quanto basta para o francês começar um jogo. Bale, apesar de alguns golos mais recentemente, não tem recebido a confiança de Zidane nos últimos meses e é improvável que jogue.

 

Isso leva a que haja 4 possíveis jogadores para a posição que se abre. Isco, Lucas Vázquez, Marco Asensio e Mateo Kovačić, isto assumindo que Kroos, Casemiro e Modrić começam o jogo. Com o Liverpool como oponente, o ideal seria jogar com Isco. Oferece qualidade com a bola nos pés e move-se bem no espaço entre defesa e meio campo adversários, zona onde o Liverpool não coloca nenhum especialista. Jogar com Vázquez ou Asensio faria sentido para dar largura ao jogo ou para oferecer apoio à defesa. Nessa lógica Kovačić faria sentido, para permitir a Casemiro descair algo mais para a defesa e ajudar a bloquear as entradas de Salah ou Mané e evitar que Firmino arraste Ramos ou Varane.

 

Apesar disso, penso que Isco começará o jogo. O Real Madrid será muito provavelmente pressionado ainda na defesa e ter jogadores capazes de não perder a bola será muito importante. Modrić irá provavelmente descair para a direita para dar largura ao jogo e Kroos jogará mais recuado para apoiar Casemiro. No entanto o essencial do jogo ofensivo do Real Madrid passará por ultrapassar a pressão alta do Liverpool. Uma vez isso feito, veremos muito provavelmente Isco, Ronaldo e Benzema a atacar a frágil defesa dos ingleses.

 

O ponto fraco defensivo do Real Madrid é fácil de apontar: Marcelo. Apesar de ser melhor defesa do que se costuma pensar, Marcelo estará muito exposto contra o Liverpool. Marcelo tem a função de ser o ala esquerdo quando no ataque, o que significa que muitas vezes é muito lento a recuperar a posição, ficando então o flanco exposto ao contra-ataque. Numa situação em que tenha que enfrentar o melhor jogador do Liverpool, Salah, que é também extremamente rápido e gosta de se manter encostado à linha (o que complica a dobra de Sergio Ramos), é muito provável que seja dali que venha o maior perigo para o real Madrid. É também muito possível que Zidane faça a sua escolha de onze e esquema inicial em função deste aspecto.

 

Considerações gerais

A maior parte das pesosas esperará um jogo com muitos golos. Há até quem se deixe levar pelo entusiasmo e veja possibilidades de se bater o recorde de golos marcados numa final da Taça/Liga dos Campeões (em 1960, Real Madrid 7 - 3 Eintracht de Frankfurt). Não me parece possível, embora espere de facto golos. O Liverpool é uma equipa que se sente bem a atacar e tem dificuldades defensivas. O Real Madrid é uma equipa onde as estrelas estão no ataque e abre muitos buracos defensivos, esecialmente se pressionada. No entanot também é possível imaginar um jogo mais defensivo e aborrecido, onde o Liverpool tenta jogar mais contido e recuado, confiando em van Dijk para ancorar a defesa e reduzindo os epaços para os atacantes do Real e depois dar espaço para lançar contra-ataques com bolas longas para o seu trio de avançados. O Real Madrid, por seu lado, poderia então ter um jogo mais lento (o que conviria à maioria das suas estrelas, já mais velhas) e ir esperando pelo momento certo para marcar um golo.

 

Penso que muito dependerá de quando surja o primeiro golo. Se cedo nalguma das partes, poderemos ter muitos golos. Se demorar a surgir, o jogo poderá arrastar-se e tornar a final pouco memorável. No entanto julgo que veremos um jogo aberto e com bastantes golos. Esperemos que assim seja.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Pesquisar

 

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D